Cuidados no verão com a saúde da criança

Cuidados no verão com a saúde da criança

Por: - Cirurgia Pediátrica - SC 9020 RQE 6364
Publicado em 24/01/2019

Calor, sol, mar, piscina e muita diversão. O verão é sempre muito aguardado pelas crianças, que aproveitam a estação para realizar diversas atividades ao ar livre. O que muita gente ainda não sabe é que o verão esconde perigos que podem prejudicar a saúde da criança.

Como as crianças são mais sensíveis e, geralmente, possuem o sistema imunológico mais fraco que o dos adultos, é preciso dar uma atenção especial aos pequenos e redobrar os cuidados para que eles possam aproveitar o verão cheios de energia e com muita saúde.

Quais são os perigos para a saúde da criança no verão?

Apesar de ser muito prazerosa para as crianças, a estação mais quente do ano também é uma das mais propícias para o surgimento de doenças. Confira quais são os maiores vilões do verão!

Excesso de sol

Os raios ultravioletas representam um perigo à saúde de todos quando em excesso. Para as crianças, esse risco é ainda maior, já que a pele dos pequenos é mais sensível que a dos adultos. O excesso de sol causa aquecimento e danos às camadas da pele e podem desencadear queimaduras, desidratação e, ao longo prazo, aumentar o risco de câncer de pele.

Alimentação desequilibrada

No verão, é comum darmos uma relaxada na alimentação e aproveitar as delícias da estação. E se até nós fazemos isso, imagine as crianças, que ainda não tem plena consciência da importância de manter uma alimentação saudável? Abusar de alimentos gordurosos, pesados e sem conhecimento da procedência, como aqueles que consumimos na praia, por exemplo, podem desequilibrar o metabolismo das crianças e colocar em risco a sua saúde.  

Falta de hidratação

Com o excesso de calor no verão, liberamos suor para controlar a temperatura do corpo. Os líquidos também são eliminados pela urina e fezes e, caso não sejam repostos na quantidade ideal, nosso corpo pode sofrer com a desidratação. Um dos maiores riscos da falta de ingestão de água é o aumento do número de batimentos cardíacos, que podem comprometer a saúde cardiovascular da criança. A falta de hidratação também afeta a pele, contribuindo com queimaduras e insolação.

Contato excessivo com água

Nenhuma criança resiste à piscina, ao mar, rio ou lagoas no verão, não é mesmo? Mas a água desses lugares podem trazer riscos à saúde dos pequenos. Muitas doenças são transmitidas por meio da água, como as famosas micoses. E o contato excessivo com a água só aumenta as chances de contaminação das crianças.

Quais são as doenças mais comuns no verão?

Algumas doenças aparecem com mais frequência no verão, em decorrência das altas temperaturas e da falta de cuidado. Confira quais são as mais comuns!

Insolação

Causada pela exposição excessiva ao sol, a insolação ocorre quando a temperatura corporal ultrapassa os 40ºC. A doença pode causar queimaduras graves e desidratação severa e, por isso, é preciso buscar ajuda médica o mais rápido possível. O problema é que a insolação causa sintomas que vão aparecendo aos poucos, o que pode aumentar os riscos à saúde dos pequenos. É fundamental ficar atento aos primeiros sintomas, que incluem dor de cabeça, tontura, náusea, pele quente e pulsação acelerada.

Diarreia

A diarreia pode ser causada pela intoxicação alimentar, muito comum no verão, ou, ainda, pela presença de algum micro-organismo no mar ou na piscina. No verão, os alimentos costumam estragar mais rapidamente por conta das altas temperaturas. Nas praias, muitos alimentos ficam sem a devida refrigeração e são preparados sem as mínimas condições de higiene, o que favorece a intoxicação alimentar. O sintoma mais característico da doença são as fezes líquidas, que podem vir acompanhadas de vômito, febre, dor abdominal e mal-estar.

Otite

Transmitida por uma bactéria presente na água, a otite é uma infecção do ouvido externo, que pode provocar dor, saída de secreção amarelada, zumbido e sensação de que o ouvido está abafado. É importante não confundir o problema com um simples entupimento do ouvido. O tratamento deve ser realizado com gotas de antibiótico e, em alguns casos, com medicamentos orais. Por isso, caso a dor no ouvido persistam visite um médico para realizar o diagnóstico adequado e prescrever o medicamento ideal.

Micose

A micose é uma infecção causada por fungos encontrados em locais úmidos, principalmente na água da piscina e do mar. Quando a pele está molhada ou umedecida, os fungos encontram o local perfeito para proliferação. A micose é caracterizada pela formação de lesões circulares avermelhadas com bordas elevadas e deve ser tratada com o uso de pomadas e medicamentos específicos.

Infecção urinária

No verão, a infecção urinária, geralmente, acontece pela permanência prolongada de roupas molhadas, como biquínis e sungas. Esse contato maior com roupas de banho favorece o aparecimento de bactérias que comprometem o trato urinário, causando a infecção urinária. Os sintomas mais comuns são coceira e ardência para fazer xixi. O tratamento depende de cada caso e do estado da doença quando diagnosticado. Por isso, o mais recomendado é procurar um especialista na área.

Como cuidar da saúde da criança no verão?

Para evitar que as doenças citadas afetem os pequenos e atrapalhem toda a diversão do verão, é preciso tomar alguns cuidados essenciais que garantem a saúde e bem-estar das crianças durante toda a estação. Confira os principais!

  • Ofereça alimentos leves e saudáveis aos pequenos. No verão, o ideal é consumir bastante frutas, verduras e legumes. Além de serem ricos em nutrientes, muitos desses alimentos também são ricos em água.
  • Mantenha as crianças bem hidratadas. A dica é sempre levar uma garrafinha de água para a praia ou piscina. E após atividades físicas ou muito tempo no sol, nunca se esqueça de oferecer água para os pequenos.
  • Sempre que sair do mar ou piscina, procure dar banho nas crianças. Se isso não for possível, seque-as corretamente e troque as peças de roupa.
  • Evite expor as crianças ao sol entre às 10h e às 16h. E nunca se esqueça de passar protetor solar, principalmente ao ir para a praia ou piscina. O ideal é passar o produto novamente a cada 2 ou 3 horas.
  • Durante a noite, procure deixar o ambiente bem ventilado para que as crianças tenham uma boa noite de sono. Dormir bem também é extremamente importante para a saúde da criança.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e ajude na conscientização sobre os cuidados no verão com a saúde das crianças.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Material escrito por:
Cirurgia Pediátrica - SC 9020 RQE 6364
Publicado em 24/01/2019

Formada em medicina na Universidade Federal de Santa Catarina. Residência médica em cirurgia geral no...  Ver Lattes

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

12/10/2020

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

Leia mais

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

08/10/2020

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

Leia mais

ebook
20/09/2018

Ebook de Dicas

BAIXAR

Agendar Consulta