Infecção urinária maltratada pode gerar problemas na idade adulta

Infecção urinária maltratada pode gerar problemas na idade adulta

Por: Publicado em 03/08/2020

Doença renal não é só problema de adulto! Aliás, infecções urinárias não tratadas corretamente na infância podem gerar problemas futuros. É uma situação que além da febre, geralmente vem acompanhado de mal-estar, falta de apetite, vontade de fazer xixi com mais frequência, irritabilidade, choro e desconforto na hora de fazer xixi. A cor e o cheiro do xixi também devem servir de alerta para que os pais procurem orientação médica.  A infecção caracteriza-se pela presença de micro-organismos que se multiplicam após entrarem no trato urinário. Afeta principalmente a uretra (uretrite), a bexiga (cistite) e os rins (pielonefrite).

Nos meninos que nascem com a pele da ponta do pintinho mais fechada, com dificuldade de retração, há mais chances de diagnosticar o problema devido à situação promover a adesão das bactérias. Com o passar do tempo, a pele se abre e o risco diminui. Alguns problemas de malformações congênitas também podem facilitar o surgimento da infecção urinária.

Após o primeiro ano de vida, a incidência de infecção nas meninas aumenta porque a uretra feminina é mais curta e a saída fica próxima ao ânus, contribuindo com o deslocamento de micróbios até o trato urinário.

O desfralde é um outro momento de atenção tendo em vista que o risco aumenta porque boa parte das crianças têm dificuldade para criar uma rotina para ir ao banheiro e acaba segurando o xixi por muito tempo.

Prevenção

Nas meninas, tanto na fase das fraldas quanto depois desse período, a limpeza deve ser feita da frente para trás. Estimular a criança a ir ao banheiro a cada três horas, em média, e a esvaziar bem a bexiga também são muito importantes tendo em vista que o acúmulo de xixi na bexiga por longos períodos é um atrativo para as bactérias.

Alimentação que inclua bastantes líquidos e com dieta saudável e equilibrada com frutas, verduras, legumes, carnes e laticínios contribuem para garantir a imunidade alta e funcionamento adequado do organismo.

Recorrência

Há casos que as crianças têm infecções urinárias recorrentes e essa situação precisa ser informada ao médico, que fará uma análise detalhada para identificar o que está provocando a repetição do quadro. Medicamentos como antibióticos não são descartados, bem como cirurgia para corrigir eventuais anomalias.

Complicações

Se a infecção urinária for detectada e tratada da maneira correta desde o início, ela costuma ser contornada sem grandes transtornos e sem que as bactérias cheguem aos rins e se espalhem por todo o corpo. Há também um risco pequeno de ficarem cicatrizes nos rins, que podem desencadear uma doença renal crônica ou hipertensão arterial na vida adulta.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

12/10/2020

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

Leia mais

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

08/10/2020

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

Leia mais

ebook
20/09/2018

Ebook de Dicas

BAIXAR

Agendar Consulta