Reconheça os sinais da bexiga hiperativa

Reconheça os sinais da bexiga hiperativa

Por: - Cirurgia Pediátrica - SC 9020 RQE 6364
Publicado em 27/09/2019

Você está atento aos sinais do seu filho? Ir ao banheiro com muita frequência não significa que a criança está saudável e bebendo a quantidade de líquido necessária. Da mesma forma, urinar com frequência na roupa durante o dia nem sempre é sinal de distração ou incontinência involuntária. Em ambos os casos, o problema pode ser decorrente da bexiga hiperativa, uma condição comum na infância e que pode impactar negativamente a vida da criança, caso não seja tratada adequadamente. 

Ouça este conteúdo:

O que é bexiga hiperativa?

A bexiga hiperativa é caracterizada pela vontade urgente de urinar. O paciente que sofre com esta condição apresenta episódios frequentes em que surge o desejo de urinar repentinamente, sendo que é necessário fazê-lo o quanto antes, correndo o risco de perder urina de maneira involuntária. 

O problema ocorre devido à hiperatividade do detrusor (músculo da bexiga) durante a fase de enchimento, que é seguida de contração voluntária para evitar perdas urinárias, resultando na sensação de bexiga cheia e na vontade de urinar com urgência. Dessa forma, o paciente que sofre com bexiga hiperativa não consegue controlar a bexiga para que ela fique em repouso. 

Causas

As causas da bexiga urinária podem estar relacionadas a:

Sintomas

Os sintomas da bexiga hiperativa podem ser facilmente confundidos com outras condições do sistema urinário. Para que seja feito o correto diagnóstico do problema é importante que a criança passe por uma avaliação completa com um cirurgião pediátrico com atuação em urologia para identificar com eficácia qual é o distúrbio. De maneira geral, os sintomas incluem: 

  • urgência urinária;
  • aumento da frequência urinária;
  • necessidade de urinar mais de 8 vezes ao dia;
  • necessidade de acordar uma ou mais vezes para urinar durante a noite.
  • dor na região abdominal;

Tratamento

Apesar de a bexiga hiperativa não representar riscos para a saúde da criança, a vontade súbita de urinar com frequência e a perda de urina involuntária pode causar grandes constrangimentos e comprometer aspectos psicossociais da criança

Por isso, é importante diagnosticar o problema o mais rápido possível e dar início ao tratamento mais adequado ao caso. Geralmente, a linha de tratamento para a bexiga hiperativa se divide em três etapas: 

Tratamento comportamental

Em um primeiro momento, o tratamento comportamental é a opção mais recomenda para todos os pacientes. Consiste na organização da rotina miccional da criança e também na realização de exercícios que promovem maior controle sobre os esfíncteres e músculos do assoalho pélvico, visando garantir mais controle sobre a bexiga. Os exercícios são  realizados com um fisioterapeuta sob acompanhamento do médico responsável, ou seja, envolve a participação de uma equipe multidisciplinar. 

Tratamento medicamentoso

Podem ser utilizados medicamentos que diminuem a hiperatividade do músculo da bexiga, inibindo, assim, as perdas involuntárias..

Toxina botulínica 

Em alguns casos, ainda, pode ser recomenda a aplicação de toxina botulínica em pontos específicos da bexiga. A substância é bastante útil para ajudar a diminuir as contrações involuntárias e garantir maior controle sobre a bexiga. No entanto, só é indicada em casos em que o tratamento comportamental e medicamentoso não surtiu o efeito desejado. 

Incontinência urinária ou bexiga hiperativa?

Como os sintomas das duas condições são bastante parecidos, é comum que haja dúvidas em relação ao real problema apresentado pela criança. Apesar da semelhança, existe uma diferença principal que facilita a identificação do problema pelos pais. 

Na bexiga hiperativa, os sintomas da perda urinária têm origem no descontrole da capacidade da bexiga em armazenar urina. Já na incontinência urinária de esforço, a perda urinária é decorrente de esforços físicos, como rir, tossir, espirrar, dentre outros.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e ajude outros pais a reconhecerem os sinais da bexiga hiperativa.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Material escrito por:
Cirurgia Pediátrica - SC 9020 RQE 6364
Publicado em 27/09/2019

Formada em medicina na Universidade Federal de Santa Catarina. Residência médica em cirurgia geral no...  Ver Lattes

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

12/10/2020

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

Leia mais

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

08/10/2020

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

Leia mais

ebook
20/09/2018

Ebook de Dicas

BAIXAR

Agendar Consulta