Hérnia umbilical

Hérnia umbilical

O que é hérnia umbilical?

A hérnia umbilical é uma condição anormal caracterizada pelo surgimento de uma protuberância na região do umbigo. O problema ocorre em virtude do não fechamento do orifício por onde entram os vasos umbilicais durante o desenvolvimento do bebê no útero materno. 

A hérnia surge exatamente no local da cicatriz umbilical, permitindo a protrusão de órgãos intra-abdominais através das alças intestinais. Geralmente, esta anomalia se resolve até os dois anos de idade, período em que pode se completar a cicatrização do cordão umbilical.

Ouça este conteúdo:

Causas

Durante a gestação, o cordão umbilical fica ligado ao bebê através de uma pequena abertura no abdômen que, geralmente, se fecha antes do nascimento. Contudo, se os músculos não se unem completamente na linha média do abdômen para fechar a abertura, ocorre uma fraqueza na parede intestinal que pode resultar na hérnia umbilical.

Qualquer bebê pode desenvolver esta condição, mas existem alguns fatores de risco que aumentam as chances de apresentar o problema. São eles:

genética;

baixo peso ao nascer;

nascimento prematuro.

Sintomas

Em muitos casos, a hérnia umbilical não provoca dor ou desconforto no paciente. O principal sinal é uma protuberância que se forma na região abdominal, que pode ser reconhecida pelo aspecto estufado do umbigo da criança e pelo aumento da saliência no abdômen que ocorre nos momentos em que o bebê chora ou se esforça para fazer cocô, por exemplo. 

Em casos extremamente raros, o intestino fica aprisionado na abertura e pode interromper a circulação para o órgão, o que representa graves riscos ao paciente, uma vez que pode causar infecção intestinal e morte de tecidos.

Diagnóstico

O diagnóstico da hérnia umbilical é bastante simples e dispensa a realização de exames clínicos ou por imagem. O médico pode identificar o problema por meio da análise do histórico da criança e, sobretudo, pela realização de um exame físico, observando a aparência do umbigo e apalpando a região abdominal. 

Tratamentos

Em grande parte dos casos, a hérnia umbilical desaparece até os dois anos de idade, dispensando qualquer tipo de tratamento. Contudo, quando a protuberância atinge mais de 2 cm ou permanece após esse período, há necessidade de corrigir o problema cirurgicamente. Existem dois tipos de cirurgia para hérnia umbilical:

Cirurgia 

A cirurgia é realizada através de uma incisão na região umbilical para localizar a hérnia. Em seguida, o cirurgião empurra a hérnia para dentro do abdômen e fecha a parede abdominal com pontos. O procedimento é realizado com anestesia geral e um bloqueio anestésico local que dura mais algumas horas depois de a criança estar acordada, para não sentir dor. 

 Qualquer suspeita de hérnia umbilical deve ser investigada por um profissional especializado para o correto diagnóstico e tratamento caso o problema seja confirmado. Agende uma consulta e garanta a saúde de seu filho!

12 de outubro – Dia do Cirurgião Pediátrico

12/10/2020 • Artigos

12 de outubro - Dia do Cirurgião Pediátrico

Ler mais
Hérnia umbilical: o que é e como tratar

08/10/2020 • Dicas

Hérnia umbilical: o que é e como tratar

Ler mais
Hérnia inguinal: o que é e como tratar

29/09/2020 • Artigos

Hérnia inguinal: o que é e como tratar

Ler mais

Agendar Consulta

 

Conversar sobre as questões inerentes ao tratamento, confortar e transmitir segurança só é possível a partir da realização de uma consulta. Escolha a melhor data e horário e aguarde pela confirmação do agendamento, a ser enviada para seu e-mail.

 


[contact-form-7 404 "Não encontrado"]
Agendar Consulta